Contas de celular devem ficar mais baratas com baixa de ICMS

0

Depois do combustível e da luz, o que agora deve ficar mais barato são as contas de celular, por conta das restrições de arrecadação de bens e serviços (ICMS) nos estados. A informação foi divulgada recentemente pelo Ministério de Minas e Energia

Como a pasta informa, a redução tem que ser significativa. Portanto, também haverá restrições de ICMS sobre serviços de telecomunicações no Brasil. O desconto deverá aparecer nas contas do próximo mês.

ICMS na fatura do celular

Todas as medidas relacionadas ao ICMS são um alívio para os brasileiros. Por exemplo, os preços dos combustíveis continuam caindo. A gasolina sozinha caiu 18% por três semanas consecutivas.

Segundo o ministro de Minas e Energia, Adolfo Sachsida, as restrições do ICMS também beneficiam os microempreendedores no Brasil. A afirmação foi feita durante entrevista ao programa “A Voz do Brasil”.

Com maior controle sobre os impostos estaduais, o ministro aposta na criação de mais empregos. “Quando você aumenta excessivamente certos impostos, como energia, você destrói empregos e produção. Estamos indo na direção certa”, disse Sachsida.

O ministro explicou ainda que os brasileiros vivenciaram uma série de eventos que tiveram impacto geral na economia do país. Ele deu um exemplo: “Em 2019, tivemos o maior acidente ambiental da história brasileira, o desastre de Brumadinho. 2020 foi a maior epidemia da história da humanidade e continuará em 2021, com a maior epidemia da história brasileira. crise hídrica. Em 2022 , o maior destacamento de tropas desde a Segunda Guerra Mundial.”

Nas palavras do Ministro de Minas e Energia, a economia do país foi afetada de diversas formas nos últimos anos por conta do que aconteceu dentro e fora do Brasil, então todos estão sofrendo as consequências.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Ler Mais