Um em cada quatro brasileiros não consegue pagar contas; 16% vendem para quitar dívidas

0

Um em cada quatro brasileiros não consegue pagar suas contas em dia. Pelo menos é o que aponta uma pesquisa recente divulgada pela Confederação da Indústria Nacional (CNI). Os orçamentos tornaram-se mais apertados à medida que a inflação exacerba o desemprego e diminui os rendimentos das famílias.

A pesquisa também mostrou que mesmo os trabalhadores que conseguiam pagar suas contas em dia estavam vivendo em apuros, principalmente porque não havia mais nada para economizar. Essa é a realidade de sete em cada 10 pessoas que participaram da pesquisa.

Pagar contas em dia é mais difícil

Para fazer face às despesas, muitas famílias cortaram completamente as despesas mínimas necessárias. Por exemplo: lazer. De fato, até a compra de itens pessoais, como roupas e sapatos, está excluída. De acordo com o inquérito relevante, esta é a realidade para 58% dos inquiridos.

Outros ainda precisam fazer escolhas mais difíceis porque é difícil pagar por todos os porcini. Dados coletados pela CNI mostraram que 25% dos brasileiros responderam que reduziram ou deixaram de comprar medicamentos, enquanto outros 19% — entre os que deixaram de comprar — deixaram de pagar o plano de saúde.

O pagamento do aluguel e o parcelamento do imóvel também entraram na lista de dívidas de pelo menos 14% dos brasileiros. Outros 16% disseram que venderam ativos para pagar todas as dívidas.

Enquanto os resultados apontam para dificuldades reais para muitas famílias brasileiras, a pesquisa da CNI traz expectativas mais otimistas. A maioria dos entrevistados, cerca de 56% deles, acredita que sua situação financeira melhorará até dezembro.

A melhora na previsão é resultado da retomada das oportunidades de trabalho, seguida da queda do desemprego e do aumento da renda das famílias. A pesquisa da CNI foi baseada na opinião de 2.008 brasileiros de estados de todo o país. A coleta de dados ocorreu entre os dias 23 e 26 de julho.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Ler Mais